Programação completa da 15ª Festa do Cinema Italiano

Festa do Cinema Italiano Notícias

 

A 15.ª Festa do Cinema Italiano realiza-se, a partir de 1 de abril, em mais de 10 cidades portuguesas, com o mesmo espírito acolhedor, curioso e transversal das edições anteriores, exibindo um conjunto de filmes italianos, aclamados pela crítica internacional e alguns dos maiores sucessos de bilheteira em Itália.

Em Lisboa, o festival realiza-se de 1 a 10 de abril, no Cinema São Jorge, no UCI El Corte Inglés, na Cinemateca Portuguesa – Museu do Cinema (onde é exibida a restrospetiva Pasolini Revisitado durante o mês de abril) e na Culturgest.

Destaques da Programação:

Sessão de abertura – antestreia

Em antestreia portuguesa, Ennio, de Giuseppe Tornatore abre o festival no 1 de abril, em Lisboa, no Cinema São Jorge e no Porto, no Cinema Trindade. Ennio é um retrato profundo de Ennio Morricone, o compositor de filmes mais popular e prolífico do século XX, o mais amado pelo público internacional, duas vezes vencedor do Óscar e autor de mais de quinhentas partituras inesquecíveis.

Sessão de encerramento – antestreia

A sessão de encerramento da Festa realiza-se no dia 10 de abril, em Lisboa com o filme Il bambino nascosto, de Roberto Andò. A história da amizade entre um professor de piano napolitano e um jovem membro da Camorra que está em fuga está no centro da nova longa-metragem de Roberto Andò, uma tocante adaptação de um romance do próprio realizador que teve honras de encerramento do 78.º Festival de Veneza.

Antestreias

Prémio especial do júri no 78.º Festival de Veneza, Il Buco (Das Profundezas), documentário de Michelangelo Frammartino retrata os jovens membros do Grupo Espeleológico Piemontês que descem às profundezas da terra, descobrindo a segunda gruta mais profunda do mundo: o Abismo de Bifurto. O realizador Michelangelo Frammartino estará presente no festival.

Marco Bellocchio volta a estar presente no Festival com o mais recente filme, Marx può aspettare (Marx pode esperar). Exibido no Festival de Cannes, Marx può aspettare é um documento extraordinário, uma síntese do cinema de Marco Bellocchio e, ao mesmo tempo, uma revelação profundamente íntima da personalidade do realizador e da trágica história do seu irmão gémeo.

Salvatore – Shoemaker of Dreams, de Luca Guadagnino, exibido no Festival de Berlim, é a empolgante história humana, artística e empresarial do estilista Salvatore Ferragamo, desde Nápoles, ao encontro com Hollywood.

Toni Servillo é o protagonista do mais recente filme de Leonardo Di Costanzo, Ariaferma. Sob a capa de “filme de prisão”, a câmara de Leonardo Di Costanzo mergulha no labirinto da verdadeira natureza humana. Um thriller poderoso, embora subtil, sobre as dinâmicas de relação entre os prisioneiros e os guardas.

Sempre Perto de Ti (Nowhere Special), é o terceiro filme de Uberto Pasolini, um sobrenome exigente para um realizador que é efetivamente primo em segundo grau de Pier Paolo Pasolini e sobrinho de Luchino Visconti. Um retrato simples e eloquente sobre a crueldade da vida, foi uma das melhores descobertas da 77.ª edição do Festival de Veneza.

Futura (Futura, ou o que está por vir), Pietro Marcello, Francesco Munzi, Alice Rohrwacher, segue as pisadas de filmes como Comizi d’Amore”de Pier Paolo Pasolini. Estreado no Festival de Cannes, trata-se de um retrato de Itália construído através dos olhos de adolescentes que falam sobre os lugares onde vivem e se imaginam, divididos entre as oportunidades que os cercam, o sonho do que  querem ser, o medo de fracassar e as provações que esperam ultrapassar.

E ainda, Diabolik, de Marco Manetti, Antonio Manetti. Depois da adaptação mais colorida e camp de Mario Bava, a icónica personagem regressa numa adaptação mais clássica e fiel ao universo da banda desenhada, criado pelas irmãs Angela e Luciana Giussani.

Pasolini Revisitado

No âmbito da comemoração do centenário do nascimento de Pier Paolo Pasolini (1922-1975), a Festa do Cinema Italiano presta uma homenagem ao autor e realizador, apresentando uma retrospetiva, em colaboração com a Cinemateca Portuguesa – Museu do Cinema. Para além da exibição dos seus filmes como realizador, Pasolini Revisitado apresentada uma série de obras onde Pasolini colaborou ou que foram inspiradas pela vida e obra do autor, bem como documentários, num total de quase 25 filmes entre curtas e longas metragens. Retrospetiva completa a anunciar brevemente.

Sessões Especiais:

As Décadas do Amor

A 15ª edição da Festa é marcada pelo amor com um especial As Décadas do Amor.  Um retrato de Itália e do amor, ao longo de cinco décadas, construído através dos olhos dos adolescentes italianos. Um programa que se inicia com Comizi d’Amore (Comícios de Amor), de Pier Paolo Pasolini e termina com o mais recente Futura (Futura, ou o que está por vir), de Pietro Marcello, Francesco Munzi e Alice Rohrwacher, que segue as pisadas de uma longa linhagem de documentaristas e realizadores onde se inclui Luigi Comencini, contratado pela Rai em 1976 para filmar um documentário sobre o amor em Itália.  O resultado foi L’amore in Italia, uma série de investigação de cinco partes exibida em 1978 na Rai Uno – a Festa irá exibir dois episódios. D’amore si vive é um filme de Silvano Agosti que faz o mesmo pelos anos 80, num complexo retrato da juventude mais marginalizada.O festival irá exibir ainda alguns episódios de Avere Ventanni, selecionados pelo criador e apresentador Massimo Coppola, que será convidado da Festa. O programa, transmitido entre 2004 e 2007 na MTV Itália e depois no LA7, foi concebido e realizado por Massimo Coppola e é um retrato da realidade da geração Z.

Homenagem a Franco Battiato – Concerto Salvador Sobral

A 15ª Festa do Cinema Italiano faz homenagem ao “maestro” da música pop italiana com um concerto de Salvador Sobral que irá interpretar alguns dos artistas mais importantes de Itália, incluindo as músicas mais conhecidas de Battiato. Haverá ainda a exibição do documentário  Temporary Road – (una) vita di Franco Battiato, de Giuseppe Pollicelli e Mario Tani.

Franco Basaglia, um revolucionário da saúde mental

Franco Basaglia foi o principal agente da reforma psiquiátrica em Itália e no resto do mundo. O festival exibirá Matti da Slegare, de Marco Bellocchio, Silvano Agosti, Sandro Petraglia, Stefano Rulli, Um documentário rodado dentro do instituto psiquiátrico de Colorno, na província de Parma, que sublinha a intenção do psiquiatra Franco Basaglia e do político Mario Tommasini em não marginalizar as pessoas portadoras de doenças mentais. O filme será acompanhado de debate com Marco Bellocchio (via zoom) e Silvano Agosti que estará presente no festival.

Convidados:

Ninetto Davoli

Giovanni “Ninetto” Davoli, ator italiano que ficou conhecido pelos seus papéis em vários filmes de Pier Paolo Pasolini. Estreou-se como ator em 1954, quando o realizador Luigi Zampa o escolheu para um pequeno papel em La Romana, ao lado de Gina Lollobrigida, mas a sua verdadeira ascensão no cinema italiano deu-se graças ao encontro, aos 15 anos, com Pier Paolo Pasolini, com quem colabora em nove filmes durante uma longa relação profissional e pessoal.

Matilda De Angelis

Matilda De Angelis é uma atriz e cantora italiana. O salto para o mercado internacional deu-se através da sua participação na série The Undoing da HBO, ao lado de Nicole Kidman e Hugh Grant. Entre os seus próximos  projetos conta-se a adaptação norte-americana do romance Na Outra Margem, Entre as Árvores, de Ernest Hemingway.

Silvano Agosti

Formou-se em 1962 no Centro Experimental de Cinematografia e nos primeiros anos dedicou-se à montagem de filmes. Realizou o seu primeiro filme em 1967 e assinou mais de 30 filmes, nomeadamente D’amore si vive. Silvano Agosti é ainda proprietário do cinema Azzurro Scipion em Roma, um ponto de encontro para os amantes de cinema de autor na capital italiana.

Eventos Paralelos

Exposição de fotografia – La lunga strada di sabbia (A longa estrada de areia), de Paolo di Paolo

Inauguração a 26 de Março | SNBA – Sociedade Nacional de Belas Artes

Uma exposição organizada pelo Instituto Italiano de Cultura de Lisboa

Uma história extraordinária em imagens e palavras, composta por fotografias a preto e branco de Paolo Di Paolo, muitas das quais inéditas, vídeos, material de arquivo e textos de Pier Paolo Pasolini.

Cine-Jantar

4 ,5 e 6 de abril / Local Secreto a Descobrir

A gastronomia é, como habitualmente, uma das principais convidadas da Festa do Cinema Italiano. Volta o famoso cine-jantar, o evento que dura três noites e que combina o cinema com o melhor da cozinha italiana. No ano de comemoração do seu centenário, o cine-jantar é dedicado ao ator, realizador e apresentador e chef  e amante de gastronomia, Ugo Tognazzi. Será exibido o filme Pato com Laranja, no original L’anatra all’arancia, de Luciano Salce, o seu filme mais conhecido em Portugal.  Ainda há muita gente à espera de saber “como é que acaba”, depois da infame exibição na televisão nacional portuguesa. Ugo Tognazzi e Monica Vitti protagonizam esta paródia do matrimónio e da masculinidade, de resto temas regulares na commedia all’Italiana. O local será descoberto quando for feito a reserva. Um oportunidade única de ter um jantar especial com amigos num local secreto de Lisboa, com a magia do Cinema!

Festa Italo Disco

Com Nat&Tasha + Lovely & the Gang + Mário Valente (DJ set)

2 de abril | Voz do Operário | 21h00 – 02h00

A Festa do Cinema Italiano escolhe a mítica sala da Voz do Operário para receber este evento descontraído com música ao vivo, performances e pista de dança. Diretamente de Milão, convidamos Nat&Tasha: artista não-binária, que de nas vistas com as suas atuações em Drag King e Drag Queen. Nat&Tasha canta, dança e é profissional de maquilhagem. Esta é a sua estreia num palco em Lisboa. A acompanhar estará a banda Lovely & the Gang com covers de música italiana e também os seus originais. A fechar a pista, entra Mário Valente com um dj set dedicado ao italo disco.

15ª Festa do Cinema Italiano em mais de 10 cidades portuguesas:

A Festa do Cinema Italiano realiza-se, este ano, em mais de dez cidades portuguesas e, pela primeira vez, em Lagos. Para além de Lisboa, a Festa do Cinema Italiano realiza-se de 1 a 3 de abril em Cascais (O Cinema da Villa), de 1 a 6 de abril no Porto (Cinema Trindade), de 1 a 4 de abril, em Setúbal (Auditório Charlot), de 5 a 7 de abril em Coimbra (TAGV – Teatro Académico Gil Vicente), de 5 a 8 de abril, em Viseu no (IPDJ – Cineclube de Viseu), de 7 a 9 de abril, em Penafiel (Cinemas Cinemax),  9 e 10 de abril, em Alverca (TEIV – Teatro Estúdio Ildefonso Valério), dias 19, 20 e 26 de abril, em Beja (Cine-Teatro Pax Julia), de 2 e 3 de maio, em Aveiro (Teatro Aveirense), de 3 a 5 de maio, nas Caldas Da Rainha (CCC – Centro Cultural de Congressos), 4, 11, 18 e 25 de maio, em Almada (Auditório Fernando Lopes-Graça) e de 25 a 28 de maio, em Lagos (Biblioteca Municipal de Lagos Júlio Dantas). Outras cidades serão anunciadas em breve.

Todas as novidades e informações sobre a programação do festival podem ser acompanhadas no site www.festadocinemaitaliano.com.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *