A cup of coffee and new shoes on

Rafael e Edgar Morais presentes no Tallinn Black Nights Film Festival

Notícias

Os actores Rafael e Edgar Morais são os protagonistas do filme A cup of coffee and new shoes on, uma co-produção cinematográfica entre Albânia e Portugal, apresentado em estreia mundial, no dia 21 de novembro, no Tallinn Black Nights Film Festival.

A cup of coffee and new shoes on, do realizador albanês Gentian Koçi – produzido em parceria com a produtora portuguesa Maria João Mayer e com o apoio financeiro do ICA (Instituto Português do Cinema) –  conta com os actores Rafael e Edgar Morais a interpretarem os gémeos inseparáveis Agimi e Gëzimi.

A estreia mundial de A cup of coffee and new shoes on está marcada para o próximo dia 21 de novembro, em Tallinn, durante a 26ª edição do Tallinn Black Nights Film Festival onde o filme se encontra em competição, na seleção oficial para a melhor longa-metragem. Ainda sem data de estreia nacional, está previsto chegar às salas portuguesas em 2023.

A acção desenrola-se sobretudo num apartamento, no contexto urbano de Tirana, mas a exploração da evolução das relações humanas e sua profunda complexidade é universal e deverá comunicar com espectadores de todo o mundo. Trata-se de um drama íntimo que aborda questões fundamentais como: o que acontece a um ser humano quando fica completamente mergulhado na escuridão, incapaz de comunicar com o outro e o mundo? O que acontece com um ser humano quando todas as suas janelas de percepção são emparedadas de forma irreversível?

Rodado durante a pandemia, o filme já tinha sido seleccionado para representar a Albânia na selecção de Melhor Filme Estrangeiro da próxima edição dos Óscares.

A cup of coffee and new shoes on

Sinopse:

Na Tirana de hoje, Agimi e Gëzimi, dois gémeos idênticos inseparáveis, surdos-mudos, dos seus quarenta anos, vivem na mesma casa. Ana, a namorada de Gëzimi, uma jovem enérgica nos trinta, visita-os muitas vezes. Certa noite, Agimi está a regressar a casa de carro com Gëzimi quando a sua visão fica turva e por pouco não têm um acidente fatal. Dias depois, no oftalmologista, os irmãos ficam a saber que por causa de uma doença rara de ordem genética irão os dois, à vez, mas de forma gradual e irreversível, ficar cegos. Mergulhando lentamente numa escuridão silenciosa e insuportável, incapazes de ver o mundo e de se verem um ao outro, só com Ana ao seu lado, os irmãos têm de tomar uma decisão difícil enquanto bebem café, de sapatos novos nos pés.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *