Os Demónios do Meu Avô: uma animação sublime e repleta de portugalidade

4 estrelas Cinema Português Críticas MotelX

 

Os Demónios do Meu Avô” é considerada a primeira longa-metragem portuguesa de animação stop-motion, e é, sem dúvida, um trabalho grandioso e uma obra excepcional. Agora, após anos de produção, é possível ver esta animação que vai ser exibida na edição deste ano do Festival MotelX, no Cinema São Jorge, em Lisboa.
Com realização de Nuno Beato, esta animação é um filme muito bem conseguido e tecnicamente é realmente notável. A mistura de estilos de animação e a forma como os cenários são construídos ao pormenor é simplesmente fascinante. A atenção ao detalhe, principalmente na caracterização e construção do meio rural tipicamente português, é algo que só com várias visualizações deste filme seria possível reparar em todo o ambiente que é construído de forma muito honesta à realidade rural, e isto passa também na construção das personagens aqui representadas.
Este não é um filme somente para os amantes de animação, marionetas ou stop-motion, mas é sim um filme universal e muito familiar, onde sinto profundamente que deveria ser visto por um grande público, que deveria chegar a um grande número de pessoas, mas que talvez não o consiga fazer, o que seria uma pena. Para além de ser um marco para o cinema português, é um filme realmente português: realizado com muita portugalidade à mistura, muitas referências nacionais, e que será certamente apreciado por um público bastante vasto, desde miúdos a graúdos.
A história é bastante contemporânea, fazendo uma ponte muito interessante entre gerações e os ambientes mais urbano e rural, seja na relação entre as pessoas, os seus objectivos e crenças. A fantasia encaixa bem no desenrolar da narrativa, sendo também aproveitada de forma eficaz pelas possibilidades técnicas que a animação proporciona, no entanto a história em si fica por vezes aquém daquilo que poderia ser, e ficamos com a sensação de algumas pontas soltas, mais secundárias sem dúvidas, mas que poderiam ter um desfecho mais interessante. Talvez isto fosse possível se o filme tivesse uma duração maior, não querendo dizer com isto que a dinâmica do filme esteja ‘apressada’, porque nunca tive essa sensação.
Resumindo, aconselho a verem este filme bastante familiar, e a verem mais filmes como este. A animação merece e agradece.
Classificação: 4 em 5 estrelas. Texto escrito por André Marques.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *