Criança Lobo: um mito perturbador

3 estrelas Críticas MotelX
Um dos destaques da edição deste ano do MotelX é o filme português “Criança Lobo“, realizado por Frederico Serra (“Coisa Ruim”). Todo o filme relata uma história de uma lenda ou mito, numa localidade em Portugal, e consegue capturar bem todo o espírito e ambiente que este tipo de história por norma nos transporta para. E nisso o filme é bastante eficaz, estando tecnicamente muito bem concretizado e produzido. No entanto, parece-me que lhe falta alguma ambição narrativa, sendo que os momentos mais fortes e com maior tensão ficam aquém daquilo que estamos à espera, e fiquei com a sensação que o filme poderia ter ido mais longe.
Como disse, toda a componente técnica está bem executada, assim como a realização e o elenco, mas tenho de destacar a interpretação de Manuel Nabais, como o protagonista desta história, que faz realmente um papel poderoso e entrega-se completamente a esta personagem e à sua ambiguidade e constante dúvida que a caracteriza. Vale a pena também referir que este filme foi adaptado de uma série portuguesa chamada “Lusitânia“, que foi produzida pela RTP e deverá estrear em 2023, em que cada episódio se foca num mito ou lenda da cultura popular portuguesa.
O plot twist final é também outro destaque positivo do filme, porque creio que vá surpreender o público, e cria uma espécie de ciclo infindável à história, deixando o espectador curioso e a pensar sobre o que aquilo significa, reflectindo sobre toda a narrativa e a sua simbologia. No geral, trata-se de um filme eficaz, que cumpre com a sua premissa e ao que se propõe, sendo uma boa adição a este género no cinema português, não conseguindo, no entanto, ser memorável.
Classificação: 3 em 5 estrelas. Texto escrito por André Marques.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *